Leishmaniose

 

Uma doença mortal ou muito grave pode ser considerada negligenciada quando as opções de tratamento são inadequadas ou não existem; quando seu mercado potencial de drogas é insuficiente para provocar uma pronta resposta do setor privado e, por fim, quando a disposição do governo em lutar contra esse tipo de doença é insuficiente.
Exemplos de doenças negligenciadas são a malária, tuberculose, doença do sono, doença de Chagas, úlcera Buruli, dengue, leishmaniose, lepra, filariose linfática e esquistossomose. Salvo as duas primeiras, as demais podem ser consideradas doenças extremamente negligenciadas.

Fonte: Conselho Reginonal de Medicina do Estado de São Paulo

Mais informações:

Leishmaniose ou Calazar: a culpa não é dos cães

Leishmaniose ou Calazar