abr 092009
 

Blz? Depois de muitos meses sem postar, vou iniciar com um tema altamente cultural, meu aquário 😛

Esse ano, resolvi voltar a criar peixes, para isso fui resgatar da poeira meu bom e velho aquário (tenho desde 1996), porém ao lava-lo aconteceu um acidente, e quando vi o fundo foi trincado.

Ano passado (2008) quando voltei a criar peixes aqui em fortaleza, levei meu aquário para ser consertado em uma loja de aquários, o mesmo havia trincado o fundo quando morava em brasília, e não sei como um hamster que passava uns dias dentro dele (com a ninhada de filhotes) conseguiu trica-lo. Pois bem, levei a uma loja aqui perto de casa, e o conserto do fundo mais uma tampa e base, saiu por nada menos que R$80,00 reais(onde trinta foi do conserto), o que acabei ficando puto foi com o conserto do aquário, onde na loja, o povo cortou a parte do fundo trincada e colocou um remendo, justificando que assim o fundo ficaria mais forte.

Este ano, quando ocorreu o acidente resolvi ir em uma vidraçaria, aqui perto de casa onde um vidro novo mais a mão de obra saiu por apenas 21 reais, isso mesmo, se você tiver problema de aquário quebrado vá direito na vidraçaria além de fazerem o mesmo serviço, mais barato são mais rápidos e com uma garantia/qualidade maior.

Aproveitando, outra dica que gosto é de procurar peixes de criadores e não de lojas, isso se você não se importa de ter peixes sem pedigre, pois na maioria das vezes, peixes comprados em lojas enfrentam viagens grandes, estão mais suscetíveis a doenças e são tratados como ‘números’ e não tem aquele mesmo cuidado que um criador tem, por isso acabo preferindo comprar peixes nas feiras da cidade (essas feiras que sempre tem no final de semana, onde você vê um “caboco” com um aquário cheio de peixes, bem claro que as opções acabam não sendo as mesmas de grandes lojas, mas as dores de cabeça e as condições dos peixes são melhores, só temos que tomar cuidado com o estresse deles nas primeiras horas, visto que enfrentam algumas horas de viagem e depois um confinamento em recipientes plásticos do criadouro até as ‘praças das feiras’.

Um ponto controverso é sobre as plantas, depois de não conseguir achar plantas naturais de boa qualidade com preços bons, resolvi apelar para artificiais, que apesar de serem apenas para enfeite propiciam um bom esconderijo para os filhotes(alevinos) e para a diversão dos peixes. Apesar de gostar muito de plantas naturais, acho que todo mundo que já teve uma criação razoável de peixes em tanques sabe os benefícios que elas proporcionam (alimentação, oxigenação, esconderijo, filtros/purificação, sombra etc…).

Eu particularmente estou mais satisfeitos com meus peixes comprados em feiras, com um custo as vezes de 60% menor e mais saudáveis, além do fato de que talvez por serem peixes criados na sua região já estão bem aclimatados com as temperaturas da sua cidade e com a qualidade da água local.

Algumas fotos da edição 2009 do meu aquário.

http://picasaweb.google.com/davidferreira.FZ/Aquario2009